Alguns empresários e trabalhadores não se apequenam, não desanimam diante de mais uma crise. Traçam planos, correm riscos calculados e vão em frente.

Vivemos um momento conturbado no Brasil. Os desafios e problemas proliferam aos borbotões em todas as áreas: economia, segurança, política, justiça, valores éticos e muito mais. Vivemos uma das crises mais sérias dos últimos tempos. Mas não há novidade nisso. As crises vêm e vão desde sempre. A boa notícia é que esta crise está passando. A má notícia é que a próxima está chegando. Depois de uma crise sempre vem outra. Pode ser uma crise interna, no Brasil, ou outra, no exterior.

E o que isso tem a ver com nossa coluna que trata dos negócios e das vendas? Venda é tudo para uma empresa.

Vamos analisar: como é possível, na mesma crise, no mesmo bairro e segmento de atuação, tipos de clientes e produtos semelhantes que empresas tenham desempenhos tão diferentes? Uma é um verdadeiro sucesso e outra um clamoroso fracasso. Como pode?

A diferença está no comportamento empreendedor. Alguns empresários e trabalhadores não se apequenam, não desanimam diante de mais uma crise. Traçam planos, correm riscos calculados e vão em frente. O Empretec é uma metodologia da Organização das Nações Unidas – ONU voltada para o desenvolvimento de características de comportamento do empreendedor promovido em mais de 40 países. No Brasil, o Empretec é realizado exclusivamente pelo SEBRAE, já capacitou mais de 250 mil pessoas e trabalha sobre as características do comportamento empreendedor.

As 10 características do comportamento do empreendedor são:

  1. Busca de oportunidade e iniciativa
  2. Persistência
  3. Correr riscos calculados
  4. Exigência de qualidade e eficiência
  5. Comprometimento
  6. Busca de informações
  7. Estabelecimento de metas
  8. Planejamento e monitoramento sistemáticos
  9. Persuasão e rede de contatos
  10. Independência e autoconfiança

Podemos pensar as atividades de Vendas considerando essas características. No entanto, uma grande dificuldade que temos percebido por parte dos empresários e gestores comerciais não é ter ideias e conseguir definir o que fazer, mas sim, FAZER; colocar em prática e persistir nas ações planejadas. De fato, não é fácil se manter na direção proposta, sem desvios. Muitas vezes, com ajuda externa, isso é possível. Empresários e gestores podem contar com consultores, mentores, coaches, orientadores e muito mais. Estes profissionais, bem formados e experientes, podem contribuir sem fazer parte diretamente da equipe reduzindo os custos de contratação e levando conhecimentos de outros segmentos de negócios e tipos e portes de empresas. Muito já se falou na “solidão” vivida por empreendedores que não têm quem os ouça, oriente, direcione e cobre.

Para vender mais e melhor e parar de perder vendas, empresários e gestores devem parar, analisar e diagnosticar a situação das vendas e da equipe, planejar e aplicar ações que fazem a diferença e treinar e qualificar a equipe para fazer a coisa certa.

Enquanto isso, fazendo diferente para conseguir coisas diferentes, aguardamos a próxima crise que está por vir. E virá!

Boas vendas e muito sucesso.

Luis Pimentel
Luis Pimentel
Telefone / WhatsApp: (19) 98167-2151

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *